Quem não conhece alguém que fez uma tatuagem quando era mais jovem e, tempos depois, se arrependeu? Pois é, isso é mais comum do que a gente imagina. Nome de ex-parceiros, motivos profissionais, erros de grafia em outros idiomas, insatisfação com desenho ou desbotamento da cor com o passar do tempo… E em algumas situações, é impossível cobrir uma tatuagem com outra.

Anos atrás, remover tatuagem era algo praticamente impensável. Hoje em dia, as tecnologias caminham para tornar essa opção mais fácil. Mas, algumas perguntas ainda assombram quem considera essa possibilidade.

Respondemos algumas perguntas aqui para te ajudar. 

1 – É possível remover totalmente uma tatuagem?

Apesar de todos os avanços, essa é uma questão difícil de ser respondida, pois depende de fatores como:

As tatuagens feitas com tinta preta são removidas com mais facilidade.

Para elas, normalmente eram realizadas diversas sessões para a remoção completa, podendo chegar a 12 ou 15. Recentemente, no entanto, foram desenvolvidos equipamentos muito mais eficientes que reduzem este número pela metade. Um bom exemplo é o Laser Q-Plus e Discovery Pico, da grife italiana de laser Quanta System, que remove até os pigmentos verdes, que no passado eram quase impossíveis de se retirar. Tudo com máxima eficácia e segurança.

2 – Dói para remover a tatuagem?

A remoção de tatuagem pode ser dolorosa, sobretudo se houver muito pigmento injetado na pele. Geralmente, tatuagens que não atingem camadas mais profundas na pele, feitas por quem está aprendendo, por exemplo, costumam ser mais fáceis de remover e o processo é menos doloroso.. A escolha da tecnologia laser de remoção vai influenciar diretamente no quão doloroso e efetivo será o procedimento. Os lasers mais modernos e com tecnologia de ponta exigem menos e menor tempo de sessões, logo, implicam em muito menos dor. 

Mesmo assim são utilizados cremes anestésicos, aplicação de bolsas de gelo antes e durante o tratamento ou o uso concomitante de aparelhos que emitem ar gelado na pele, o que alivia o desconforto.

3 – Como é o tratamento?

Atualmente, o tratamento com laser é o mais utilizado para remoção de tatuagem e o que entrega resultados mais expressivos.

Os lasers mais indicados para remoção de tatuagem são os chamados Q-switched e Picossegundos, tecnologias que realizam disparos de grande quantidade de energia em pulsos extremamente rápidos, como o Q-Plus da Quanta System, que é uma grife italiana de Laser de Nanossegundos. O Laser Q-Plus, pode ser usado para fragmentar a maioria dos pigmentos em pedacinhos muito menores dentro da pele para depois ser eliminado.

Em casos em que ainda restam resquícios de pigmento na pele, usar o Discovery PICO Plus é o mais recomendado porque fragmenta de forma ainda mais intensa estes pigmentos restantes.

4 – Qual o laser ideal para remover tatuagem?

Os mais avançados sistemas para remoção de tatuagem são os lasers de picossegundo, como o Discovery PICO Plus de Quanta e o o Laser de Q-swhitched, como o Quanta Q-Plus.

A plataforma Discovery PICO Plus possui a mais avançada tecnologia de picossegundo disponível atualmente. Por possuir três comprimentos de onda distintos – 532, 694 e 1064nm, trabalha em tatuagens de todas as cores. Além disso, é 3 a 5 vezes mais potente que outros sistemas de picossegundo, o que permite maior eficácia com pouca energia.

Ou seja, dependendo de como for a sua tatuagem, a solução pode estar mais próxima do que você imagina. Por isso, procure um dermatologista, ele pode aconselhar a melhor alternativa para o seu caso.

Compartilhe
Veja os posts

RELACIONADOS


Faça uma
Cotação