Voltar para o site

Conteúdo 100%
dedicado ao bem-estar
e saúde da pele, elaborado e

revisado
por especialistas.

2 tecnologias para tratar cicatrizes pós-cirurgias plásticas

08 de julho 2021
por Redação
Tempo de leitura: 3 minutos

Não é novidade para nenhum médico cirurgião o fato de que parte considerável da satisfação de pacientes operados, além da qualidade final do procedimento em si, é a qualidade da cicatriz deixada. Por isso, o tratamento para cicatrizes tem sido cada vez mais ofertado por cirurgiões e não somente por dermatologistas. Não só pelo grande mercado que se pode conquistar, que vai além das cirurgias, mas também por gerar mais credibilidade ao médico, mais confiança e garantia de um paciente satisfeito. 

E mais: A proliferação de maus profissionais no mercado, de gente não-certificada e não habilitada para aplicar procedimentos estéticos, tem como o reflexo, o aumento da procura por correção e tratamento de cicatrizes pós procedimentos.

Tratamento de cicatrizes: Boa cicatrização, satisfação garantida!

Embora a boa cicatrização depende de inúmeros fatores e, dentre estes, a ação do médico no ato cirúrgico, quase todos os outros dependem do próprio paciente, sejam eles fatores endógenos ou exógenos. No entanto, nada disso impede que os pacientes relacionem as cicatrizes diretamente ao ato cirúrgico. 

Não só pela estética, mas cicatrizes mal formadas, sejam elas de responsabilidade ou não do médico, causam uma experiência desagradável ao paciente, abalando a sua autoestima.

Mercado de alta tecnologia e percepção de qualidade

Além, é claro, daquilo que é de ofício do médico cirurgião, para o tratamento de cicatrizes – a saber, a própria cirurgia plástica – hoje, existem inúmeras tecnologias que auxiliam no tratamento ou desaparecimento de cicatrizes. Além de oferecerem um padrão ouro no tratamento,  aumenta também a percepção de qualidade dos seus clientes, o que potencializa ainda mais seus ganhos.

Conheça 2 tecnologias no tratamento de cicatrizes:

  • Radiofrequência fracionada ablativa

Feita por meio do aparelho Endymed, utiliza a radiofrequência fracionada ablativa e o microagulhamento de ouro robótico para tratar diversos tipos de cicatrizes.

A tecnologia FSR (ponteira do Endymed) permite que se atinja uma área de 112 pontos de ablação (14×8) com 300 microns.

A microablação causada é de até 10% da superfície tratada, garantindo o aquecimento volumétrico simultâneo até a derme papilar. Os resultados são visíveis e o tempo de recuperação (downtime) é inferior aos lasers fracionados do mercado.

  • Microagulhamento de ouro

Outro recurso do Endymed, atinge a derme reticular, conferindo resultados incomparáveis para o tratamento das cicatrizes e estrias.

Combina as microagulhas de ouro com a radiofrequência, promovendo estímulo de colágeno por meio da condução do calor.

O procedimento atinge a pele na profundidade e intensidade necessária, garantindo homogeneidade e eficiência no tratamento.

Faça uma cotação do aparelho Endymed, modernize sua clínica e aumente seu mercado potencial. 

 

2 tecnologias para tratar cicatrizes pós-cirurgias plásticas

Você também pode gostar de

Mais lidas

LER MAIS Batalha dos lasers: Quanta System e outras tecnologias LER MAIS 2 tecnologias para tratar cicatrizes pós-cirurgias plásticas LER MAIS Você sabe qual a idade real da sua pele?

Qual o papel do médico na busca
de tratamentos estéticos por
pacientes cada vez mais jovens?

Baixar E-book

INSTAGRAM

A MedSystems é uma empresa
referência no mercado há mais de 14
anos, que importa e comercializa
equipamentos de alta tecnologia
para atender aos médicos
especializados em procedimentos
clínicos e estéticos.
CONTATO
São Paulo - SP
Rua Pequetita, 145

Vila Olímpia

CEP 04552-060

+55 (11) 5180-5050
REDES SOCIAIS
A MEDSYSTEMS INFORMA
Não garantimos os mesmos resultados das
imagens acima, pois o número de sessões
necessárias e os resultados podem variar
de paciente para paciente.