Voltar para o site

Conteúdo 100%
dedicado ao bem-estar
e saúde da pele, elaborado e

revisado
por especialistas.

10 mitos sobre posicionamento digital para médicos

23 de março 2020
por Redação
Tempo de leitura: 5 minutos

Ter um posicionamento digital não é só estar nas redes sociais, ter um feed bonito e posts recorrentes. Tudo que você faz te posiciona – e você precisa começar a usar isso a seu favor. 

Algumas coisas, agência nenhuma vai poder fazer por você, como definir quais os seus valores, sua essência, seus diferenciais, gostos… 

Se você seguir as nossas duas dicas básicas abaixo e tirar da cabeça os 10 maiores mitos sobre a produção de conteúdo digital para médicos, vai ser sucesso!

Vamos começar!

1. Busque sua essência 

Para isso, comece se fazendo as seguintes perguntas: o que me faz diferente? Quais são os valores da minha história que eu gostaria de passar? De que forma eu quero passar isso? 

  • Conheça profundamente a sua persona

Onde vive, do que se alimentam? Brincadeiras à parte, é preciso saber quem você quer atrair para o consultório para conseguir acertar em cheio na produção do conteúdo. Do contrário, não vai ver o efeito na sua agenda. 

  • Saiba o nicho onde você está atuando 

Não é obrigatório ter um nicho, mas é o caminho mais rápido para atingir um público certo. Pode ser uma especialização que você tenha feito, um assunto que você domine ou tenha afinidade.

2. Tenha uma proposta de valor

  • Saiba quais são seus diferenciais

Pergunte-se: qual espaço vazio eu posso ocupar? Do que não estão falando que eu posso falar? 

  • Humanize sua marca

Isso é, procure gerar conexão (pessoas se conectam com pessoas). Coloque sua personalidade no que você publica, isso é, o toque humano que você dá pra sua marca.

Como sabemos que sua cabeça está cheia de preconceitos sobre a produção de conteúdo digital para as redes sociais, vamos desmistificar 10 das frases que mais bloqueiam médicos dermatologistas na hora de começar a criar.

10 mitos sobre a produção de conteúdo digital

1 – Dermatologia precisa ser complicada

O óbvio precisa ser dito, mas não do jeito “copiado do Google”. É preciso tornar a conversa inteligente num nível que o paciente possa entender, com o seu toque como se você estivesse explicando o assunto na frente dele, ali no consultório. Descomplique a dermatologia! Precisa sempre ser um diálogo, nunca um monólogo.

2 – Preciso de uma agência e muito investimento

Não é uma foto produzida, linda, com o melhor jaleco e uma lupa na mão que vão fazer você se conectar com o seu público! Não precisa de superprodução – precisa ser real, genuíno. Pode se preocupar com a estética, sim, mas ela não pode bloquear você de produzir. 

3 – Tenho que falar e me posicionar sobre tudo

Em marketing, você não TEM QUE nada. Se não está confortável com um assunto, não fale. Não é porque todo mundo está falando que você também precisa falar.

4 – Preciso blindar meu conteúdo de cópias (nem posso copiar)

Não se importe com cópia. Colegas que copiam conteúdo não têm posicionamento (não tem essência, valor, nem diferencial). Ele não vai se sustentar muito tempo. Se você tem firmeza do seu posicionamento, não se importe. 

E existe uma diferença entre cópia e referência. Todos somos feitos de referência, que é diferente de plágio. Pegue o tema, jogue o seu tom, sua personalidade e devolva pro mundo. Sem medo!

5 – Tenho que agradar todo mundo

Não preciso nem dizer o quanto isso é mito, né? Se a pessoa não gosta do seu conteúdo, é possível que ela não tenha uma conexão com você, com os seus valores, com a sua história. Deixe-a ir. Ela vai encontrar em outro colega dermato o conteúdo que combina com ela. 

6 – Falar de produto é chato 

No caso de falar de produtos e tecnologias, por exemplo, você precisa descer um pouco do salto e falar na língua do paciente. Fale da ação do equipamento, por que ele funciona, quais as diferenças entre os concorrentes, seus protocolos. Coloque seu toque humanizado e vai se sair bem.

7 – Se eu postar, vão deixar de marcar consulta

Os conteúdos na internet são pílulas! A sua consulta é o que vai conectar essas pílulas. Entendeu? Você não vai “entregar o jogo” nos seus posts, só vai mostrar pro paciente que ele precisa mesmo de um profissional para fazer essas conexões – e que sua clínica é o melhor lugar pra ele. 

8 – Preciso sempre ser entendido

Não é uma verdade absoluta. Não se preocupe se por acaso você não for entendido em algum post. Será uma oportunidade para você conhecer seu público, ver em que nível estão e falar daquele assunto de novo. 

9 – Só posso falar de dermatologia no meu perfil

De forma nenhuma! Lembra dos seus valores? Se saúde, maternidade ou beleza for um dos seus valores, adicione isso ao seu conteúdo no dia a dia, não tenha medo de mostrar vulnerabilidade. Não se esqueça, você não é dermatologista 100% do tempo. Você tem hábito, hobbies… 

Para ajudar, considere a proporção do “70-30”: 70% de conteúdo prestando serviço, ajudando, colaborando; e 30% falando de assuntos relacionados ao seu universo. 

10 – Só posso produzir o que meu público quer

Não, não. E aqui, deixo outra dica: preste atenção no que você presta atenção. O tipo de conteúdo que você mais consome geralmente é o que você pode usar como referência para produzir, sem ser pedante, professoral ou arrogante. Afinal, você também não consumiria um conteúdo assim, né?

 

Você também pode gostar de

Mais lidas

LER MAIS Batalha dos lasers: Quanta System e outras tecnologias LER MAIS Compare 4 métodos para remoção de tatuagem LER MAIS Quem disse que não é possível tratar estrias?

Qual o papel do médico na busca
de tratamentos estéticos por
pacientes cada vez mais jovens?

Baixar E-book

INSTAGRAM

This error message is only visible to WordPress admins
Error: No posts found.
A MedSystems é uma empresa
referência no mercado há mais de 14
anos, que importa e comercializa
equipamentos de alta tecnologia
para atender aos médicos
especializados em procedimentos
clínicos e estéticos.
CONTATO
São Paulo - SP
Rua Pequetita, 145

Vila Olímpia

CEP 04552-060

+55 (11) 5180-5050
REDES SOCIAIS
A MEDSYSTEMS INFORMA
Não garantimos os mesmos resultados das
imagens acima, pois o número de sessões
necessárias e os resultados podem variar
de paciente para paciente.